100 anos de Vinicius de Moraes!

ARCA DE NOÉ CAPA

Há tempos eu quero homenagear o grande Vinicius de Moraes aqui no ninho e o livro A ARCA DE NOÉ (Companhia das Letrinhas), com as ilustrações – verdadeira obra de arte – do artista Nelson Cruz, será o livro usado para a homenagem. A editora envia-me o livro, abro o envelope e me deparo com a A ARCA de Vinicius. O primeiro sentimento é de emoção – o livro em si (capa dura, papel, formato… cuidados extremos), os poemas e as ilustrações me encheram os olhos, mas depois veio o sentimento de apreensão e me vi impossibilitado de escrever uma linha sequer sobre um livro tão grandioso. Estou me sentindo como o elefantinho, do Vinicius… o elefantinho ao se encontrar com o passarinho ficou com um medo danado!!! No meu caso, o #Passarinho está com um medo danado porque se encontrou com a ARCA, de Vinicius de Moraes e Nelson Cruz.

O elefantinho

“Onde vais, elefantinho

Correndo pelo caminho

Assim tão desconsolado?
Andas perdido, bichinho
Espetaste o pé no espinho
Que sentes, pobre coitado?

_Estou com um medo danado
Encontrei um passarinho!”

Vinicius de Moraes nasceu em 19 de outubro de 1913, no Rio de Janeiro – há 100 anos – e morreu de edema pulmonar, aos 66 anos, no dia 9 de julho de 1980, em sua casa na Gávea, Rio de Janeiro. Diplomata, jornalista, compositor, poeta… não à toa, Vinicius é no plural, havia vários ali, principalmente o poeta do amor. Seus 66 anos intensos equivaleram a 300. Em 10 de outubro de 1980, meses depois da morte do poeta, a Rede Globo exibiu VINICIUS PARA CRIANÇAS – A ARCA DE NOÉ, primeiro programa de uma série de musicais infantis que seriam produzidos pela emissora na década de 1980. O musical recebeu importantes premiações nacionais e internacionais, como o Prêmio Ondas, a Medalha de Prata, o Prêmio Iris e o Prêmio Emmy.

A galinha-d’angola, por Ney Matogrosso.

http://www.youtube.com/watch?v=rhn2Uaoqa8Q

Em 2006, o diretor Miguel Faria Jr. lança o documentário VINICIUS, belíssima película, porém a obra A ARCA DE NOÉ não é lembrada.

A casa

“Era uma casa

Muito engraçada

Não tinha teto

Não tinha nada

Ninguém podia

Entrar nela não

Porque na casa

Não tinha chão

Ninguém podia

Dormir na rede

Porque na casa

Não tinha parede

Ninguém podia

Fazer pipi

Porque penico

Não tinha ali

Mas era feita

Com muito esmero

Na rua dos Bobos

Número zero.”

A casa, por Boca Livre.

http://www.youtube.com/watch?v=ORvRwYEykQE

“A ARCA DE NOÉ

Rio de Janeiro, Sabiá, 1970

Mais conhecidos pelo disco feito para crianças, os poemas de A Arca de Noé foram escritos por Vinicius muitos anos antes de sua primeira edição. Eram feitos para seus filhos Suzana e Pedro de Moraes. Por muitos anos, eles ficaram guardados. Só em 1970, o conjunto de poemas infantis ganha o mundo. Seu lançamento ocorre na Itália, país onde a presença do poeta era constante, seja através de diversas visitas e temporadas ou de traduções de sua obra.

É lá, justamente quando Vinicius conhece um amigo de Chico Buarque chamado Toquinho, que o disco com os poemas infantis é preparado. O disco é chamado L’Arca. No mesmo ano, seus poemas musicados na Itália são lançados em livro no Brasil. Dez anos depois, dois discos dedicados ao conjunto de poemas infantis de Vinícius também são lançados no país, com o mesmo nome do livro.

A Arca de Noé tornou-se um dos livros mais populares de Vinicius de Moraes por ter criado um laço com as crianças. Todas as gerações têm nos seus poemas uma porta de entrada no mundo da literatura e da música popular brasileira. Ao mesmo tempo, no âmbito musical, foi o primeiro trabalho que apresentou a ele Toquinho, parceiro até o fim da vida.”

http://www.viniciusdemoraes.com.br/pt-br/poesia/livros/arca-de-noe

O pato

“Lá vem o pato

Pata aqui, pata acolá

Lá vem o pato

Para ver o que é que há.

O pato pateta

Pintou o caneco

Surrou a galinha

Bateu no marreco

Pulou do poleiro

No pé do cavalo

Levou um coice

Criou um galo

Comeu um pedaço

De jenipapo

Ficou engasgado

Com dor no papo

Caiu no poço

Quebrou a tigela

Tantas fez o moço

Que foi pra panela.”

O pato, por MPB 4.

http://www.youtube.com/watch?v=qqOTioSeif4

“ “Arca de Noé” é também o título do primeiro poema desse livro. O conjunto é formado por 32 poemas, a maioria sobre bichos, e inclui os que constam dos discos Arca de Noé 1 e 2. Alguns foram musicados pelo próprio Vinicius de Moraes (1913-80) e se tornaram clássicos da MPB para crianças. (Um bom exemplo é o daquela casa “muito engraçada” que “não tinha teto/ não tinha nada”.) Todos são poemas feitos para ler, aprender de cor ou cantar.

Prêmio Jabuti 1992 de Melhor Produção Editorial de Obra em Coleção.”

http://www.companhiadasletras.com.br/detalhe.php?codigo=10276

Vinicius também aborda o Natal em A ARCA DE NOÉ e é com este poema que Passarinho lhes deseja um Feliz Natal e se despede desta singela homenagem ao “poetinha” e à ARCA, livro de poemas obrigatório para as crianças de todas as idades!

Natal

“De repente o sol raiou

E o galo cocoricou:

– Cristo nasceu! 

O boi, no campo perdido
Soltou um longo mugido:

– Aonde? Aonde?

Com seu balido tremido
Ligeiro diz o cordeiro:

– Em Belém! Em Belém!

Eis senão quando, num zurro
Se ouve a risada do burro:

– Foi sim que eu estava lá!

E o papagaio que é gira
Pôs-se a falar: – É mentira!

Os bichos de pena, em bando
Reclamaram protestando.

O pombal todo arrulhava:
– Cruz credo! Cruz credo!

Brava
A arara a gritar começa:

– Mentira? Arara. Ora essa!
– Cristo nasceu! – canta o galo.
– Aonde? – pergunta o boi.
– Num estábulo! – o cavalo
Contente rincha onde foi.

Bale o cordeiro também:

– Em Belém! Mé! Em Belém

E os bichos todos pegaram
O papagaio caturra
E de raiva lhe aplicaram
Uma grandíssima surra.”

BIO VINICIUS DE MORAES

“Com este site, a vida e a obra de Vinicius de Moraes ganham um novo ponto de encontro entre o poeta, seus fãs, leitores e demais pesquisadores dos seus trabalhos. Aqui, os diversos públicos que se interessam pela sua intensa – e extensa – trajetória, encontrarão de forma renovada as informações necessárias de sua busca. Ao mesmo tempo, conhecerão um pouco mais dessa trajetória múltipla, rica e fundamental do poeta, letrista, crítico, dramaturgo, roteirista, diplomata, pai, marido, amigo e visionário Vinicius de Moraes. 

Nosso prazer é apresentar a todos, com quantidade e qualidade, informações oficiais sobre as faces e ângulos dos muitos Vinicius que cruzaram o século XX do Brasil. Apresentar, portanto, a vida e a obra de um artista pleno, que deixou sua marca indelével em cada um de seus parceiros e em cada integrante do seu público. Em cada verso lido ou cantado, em cada poesia ou canção que trazem a assinatura de Vinicius, há uma promessa de felicidade para todos. Que este site possa ser a continuidade dessa promessa. Bem-vindos.”

http://www.viniciusdemoraes.com.br/pt-br

Globo News: “Especial 100 anos de Vinicius de Moraes.” – 13/10/2013.

http://www.youtube.com/watch?v=2VHUwrSxr6M

BIO NELSON CRUZ

Nelson Cruz nasceu em Belo Horizonte e, atualmente, mora e trabalha em Santa Luzia, cidade da região metropolitana. Desde 1998 ilustra para o mercado editorial.

http://nelsoncruzilustrador.blogspot.com.br/

Amigos, obrigado pela companhia e até sexta!

Dia 27, Passarinho degustará as MAÇÃS ARGENTINAS (Positivo), de Paulo Venturelli e Odilon Moraes, nosso último encontro de 2013!

Agradecimentos:

A todos que me emocionaram com compartilhamentos no facebook e com comentários belíssimos sobre o texto “O livro venceu o medo!”, principalmente estes dadivosos, que tiveram a gentileza de postar no PASSARINHO as suas impressões:

Renata Tufano Ho, Santiago Régis, Heloisa Leandro, Clarissa Menezes e Karin Krogh.

Um abraço especial para Júlia Moritz e Diana Passy.

Renato Coelho

Apaixonado pela Literatura Infantojuvenil.

Anúncios

5 comentários sobre “100 anos de Vinicius de Moraes!

  1. A arca de Noé, é sem dúvida, o que há de melhor e mais poético para as crianças e para todos nós que conservamos a nossa criança no coração. Vinicius de Moraes, de onde estiver, certamente está comemorando por ter pousado no ninho do Passarinho. E de lá, manda um beijinho para o Renatinho.

  2. Você nos deu um verdadeiro presente de Natal, com todas as músicas da ‘Arca de Noé’ disponíveis para consulta, além de um texto primoroso. Foi uma belíssima homenagem ao Vinicius no seu centenário, parabéns!
    Um Feliz Natal a você, que sua paixão pela literatura infantojuvenil chegue a muitas pessoas e leve o encantamento a todos.

  3. Parabéns pela honrosa homenagem a Vinícius, que tanto alimentou os corações infantis e adultos com sua poesia. Seu entusiasmo, sua dedicação e seu conhecimento fazem deste site um ninho rico de informação e de incentivo à leitura. Vida longa ao nobre Passarinho!!!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s